Perguntas e respostas em Reprodução Humana

O QUE É O EXAME ERA? QUAL A RELEVÂNCIA EM FAZER O EXAME PARA FIV E CONSEGUIR POSITIVO?

O exame ERA (endometrial receptivity array) é um teste que busca tentar identificar através de uma biópsia do endométrio, se o mesmo apresenta as características esperadas para o período do ciclo menstrual. Baseado no resultado pode-se sugerir mais ou menos tempo de progesterona antes da transferência.

<InícioSaúde

MAIS FÉRTIL – Perguntas e respostas em Reprodução Humana

8 de maio de 2020

O QUE É O EXAME ERA? QUAL A RELEVÂNCIA EM FAZER O EXAME PARA FIV E CONSEGUIR POSITIVO?

O exame ERA (endometrial receptivity array) é um teste que busca tentar identificar através de uma biópsia do endométrio, se o mesmo apresenta as características esperadas para o período do ciclo menstrual. Baseado no resultado pode-se sugerir mais ou menos tempo de progesterona antes da transferência.

Dhoje Interior

Apesar de amplamente divulgado em muitas clínicas, não existe comprovação da sua efetividade. Pelo contrário, um estudo recentemente publicado em mulheres recebendo óvulos doados, mostrou piores resultados nas que fizeram o teste ERA (34% em quem fez ERA vs. 65% em quem não fez ERA). Fonte: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31352621.

SE NASCEMOS COM A QUANTIDADE DE FOLÍCULOS PARA TODA A VIDA, AO DOAR ÓVULOS OU CAPTAR MUITAS VEZES, A RESERVA OVARIANA SERÁ PREJUDICADA?

A estimulação ovariana e a captação de óvulos não interferem com a reserva ovariana.

Os folículos são produzidos apenas até a metade da vida intrauterina (até 18-22 semanas de gestação), quando o bebê tem aproximadamente 4-5 milhões de folículos que ficam em estágio latente, como se estivessem “dormindo”. A partir deste momento os folículos começam a acordar e aqueles que acordam, independentemente da ovulação ou não, vão morrer em um prazo máximo de 120 dias, sendo que a maioria morre com menos de 100 dias.

É estimado, que desta reserva inicial de 4-5 milhões de folículos (cada um medindo 0.1 mm de diâmetro) e a grande maioria morra antes mesmo da primeira menstruação, quando se estima que a mulher tenha aproximadamente 200-400 mil folículos. Ainda não existe nenhum tratamento capaz de alterar o número de folículos que acordam.

Os hormônios para estimular o crescimento dos folículos atuam apenas em folículos que sobreviveram aos primeiros 100 dias da seleção e que vão morrer em três semanas. Caso não tivesse feito nada ou mesmo se tivesse usado pílula para não engravidar, o número de folículos que seriam perdidos naquele mês seria exatamente o mesmo. O mesmo princípio também se aplica para a idade da menopausa: fazer estimulação ovariana não antecipa, assim como usar pílula não atrasa a idade da menopausa.

QUANTOS DIAS DE ABSTINÊNCIA PARA A COLETA DE SÊMEN?

Sugerimos sempre masturbar na véspera da coleta de sêmen para usar apenas espermatozoides “jovens” no tratamento, que apresentam menos danos. Cada dia aparece mais estudos mostrando melhores resultados utilizando sêmen colhido com menos tempo de abstinência.

PODE TOMAR ANTIBIÓTICO PARA INFECÇÃO URINÁRIA NO PERÌODO DA ESTIMULAÇÃO OVARIANA?

Sim, não há o menor problema em usar medicações durante a estimulação ovariana. Deve-se apenas evitar uso de medicações após a transferência de embriões.

APÓS DESCONGELAR EMBRIÕES, É POSSÍVEL CONGELAR NOVAMENTE? PODE PREJUDICAR O EMBRIÃO?

Sim é possível e normalmente não traz qualquer consequência.

É POSSÍVEL TRANSFERIR DOIS EMBRIÕES, SENDO UM FRESCO E OUTRO CONGELADO? PRECISAM ESTAR NO MESMO ESTÁGIO?

Sim, é possível. Preferencialmente devem estar no mesmo estágio.

QUANDO SÃO TRANSFERIDOS DOIS EMBRIÕES E UM SÓ IMPLANTA, O QUE ACONTECE COM O QUE NÃO IMPLANTOU, JÁ QUE NÃO MENSTRUAMOS?

O embrião é microscópico (mede 0.1 mm), ele simplesmente se dissolve e é absorvido pelo corpo.

É POSSÍVEL TER FILHOS COM OLIGOSPERMIA SERVERA E ALTERAÇÃO NO CARIÒTIPO (TRANSLOCAÇÃO ROBERTSONIANA)? QUAIS AS POSSIBILIDADES DE TRATAMENTO PARA ESTE CASO?

Não há situação em que não se possam ter filhos. Neste caso específico existem várias possibilidades de tratamento que devem ser discutidas com calma com seu médico.

HÁ CASOS DE PACIENTES COM POSITIVOS EM QUE O PARCEIRO TEM AZOOSPERMIA NÃO OBSTRUTIVA? NESTE CASO É POSSÍVEL OBTER ESPERMATOZOIDES OU SOMENTE COM DOADOS?

Sim, há vários casos. Entretanto, a chance de se conseguir espermatozoides nesse caso é relativamente baixa (< 40%) e sempre se deve discutir sobre o uso de sêmen doado.

ALGUMAS CLÍNICAS ADOTARAM TESTE PARA CORONAVÌRUS ANTES DA CAPTAÇÃO, ASSIM COMO É FEITO COM O ZIKA?

Sim, mas não existe nenhuma recomendação sobre seu uso e nenhuma evidência de benefício. Sabe-se que o COVID-19 não é transmitido pelo sêmen/óvulos; na verdade não existe qualquer comprovação da transmissão vertical, mesmo em gestantes apresentado quadro grave logo antes do parto.

Créditos: Dr Wellington Martins – SEMEAR

Por Luiz Fernando Gonçalves Borges – médico ginecologista e obstetra, pós-graduado em Reprodução Humana.